Antes de iniciar o próximo inverno já se fala na famosa e mais temida Gripe A, ou Gripe Suína, ou H1N1. Esta é uma doença respiratória aguda causada pelo vírus Influenza A (H1N1) e a transmissão se dá entre as pessoas por meio de espirro, tosse e contato com as secreções de pessoas contaminadas. E o principal sintoma dessa doença é a febre alta, acima de 38º que perdura por aproximadamente três dias.

Pandemia da gripe A em 2009
No inverno passado ocorreram muitos óbitos devido à pandemia dessa gripe e principalmente a falta de conhecimento, informação e despreparo das pessoas.
No Brasil os casos ocorridos em 2009 da Síndrome Respiratória Aguda Grave causada pelo vírus Influenza A H1N1 foi de 14,5 ocorrências para cada 100 mil habitantes. No mundo, se tratando de 195 países com 6,5 milhões de habitantes o número de óbitos devido à gripe A foi de aproximadamente 8.768. O grupo de pessoas mais atingidas com esta doença foram às crianças menores de dois anos, gestantes e ainda as pessoas na faixa etária de 20 a 29 anos.



Vacina contra a Gripe A – datas e prioridades
O Ministério da Saúde divulga uma vacina contra a Gripe A que será fornecida em 4 etapas obedecendo às seguintes datas e critérios de prioridades aos que farão uso desta vacina. Veja tabela:
• De 8 a 19 de março – as vacinas serão prioridades para funcionários da área da saúde e todos os profissionais inseridos no programa de combate a pandemia e indígenas.
• De 22 de março e 2 de abril – pessoas portadoras de doenças crônicas, crianças de 6 meses a 2 anos e gestantes, sendo que gestantes terão um prazo até 7 de maio quando encerra a campanha para se vacinar.
• De 5 a 23 de abril – serão vacinadas as pessoas com faixa etária de 20 a 29 anos.
• De 24 de abril a 7 de maio – as vacinas serão destinadas aos idosos com doenças crônicas. Estes receberam também a vacina contra gripe comum. Evitando que os mesmos tenham que voltar ao posto de saúde para receber tal vacina.
O governo através do Ministério da Saúde procura com esta campanha de vacinação contra o vírus Influenza A H1N1 imunizar pelo menos 62 milhões de pessoas. Além das vacinas haverá maior apoio quanto ao diagnóstico da doença, bem como assistência e tratamento médico aos pacientes que porventura vierem contrair H1N1, para assim tentar diminuir os casos graves e óbitos no país.

Como prevenir do vírus Influenza A (H1N1)
O Ministério da Saúde recomenda medidas preventivas contra esta doença, tais como: lavar as mãos com assiduidade, fazer uso de lenços descartáveis na higiene nasal; sempre que tossir ou espirrar tampar a boca e nariz com as mãos; procurar não tocar olhos, nariz e boca quando estiver impossibilitado de higienizar as mãos e aos primeiros sintomas de gripe, em especial febre alta, tosse, dores no corpo e de cabeça, não tomar qualquer tipo de medicamento por conta própria e procurar um médico mais próximo para se consultar.
Qualquer duvida ou maiores informações sobre o vírus Influenza A (H1N1) acessem o site do Ministério da Saúde

 

Leia Mais:

0 Comentários

Você pode ser o primeiro a comentar.

Comentar