Salário Mínimo

O salário mínimo que foi criado no governo de Getúlio Vargas no primeiro dia de maio de 1940, na intenção de suprir as necessidades básicas de uma pessoa, como alimentação, moradia, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, subiram em 11 anos R$394,00, incluindo o aumento implicado neste ano.

O projeto enviado pelo Congresso Nacional à Câmara dos Deputados obteve como resposta a lei nº 12.382 que foi aprovada no dia 25 de fevereiro de 2011 e que implica em um aumento no salário mínimo de R$5,00, onde de R$540,00 passou a valer R$545,00 no primeiro dia do mês de março.
O valor diário passou a corresponder a R$18,17 e o valor horário à R$2,48.

O valor que corresponde ao aumento do salário mínimo foi baseado em uma estimativa de inflação para o mês de Dezembro.

A lei fixa a política de valorização do salário mínimo do ano de 2012, 2013, 2014 e 2015, cujos reajustes anuais se implicarão ao crescimento econômico, ou seja, o crescimento do PIB e à inflação.
Reajustes estes que se darão conforme o PIB e a inflação do ano anterior.

A previsão do salário mínimo para 2012 é de R$ 616,00, um aumento de 13% sobre o salário atual.
E a expectativa para 2013 será de aproximadamente R$ 680,00.

Uma das consequências da aprovação desta lei é o aumento de gastos nas contas públicas, na parte de previdência social, será de 1,4 bilhões de reais, e em sua totalidade, cada R$1,00 acrescentado ao piso salarial, provocará um impacto negativo no valor de R$280 milhões.

 

Leia Mais:

0 Comentários

Você pode ser o primeiro a comentar.

Comentar